27/03/2013 11h26

Concessionária de energia de MT entre as últimas na qualidade de serviço

O referido ranking avaliou todas as distribuidoras do país, que foram divididas em dois grupos (grandes e pequenas).
Só Notícias
Karoline Kuhn
O referido ranking avaliou todas as distribuidoras do país, que foram divididas em dois grupos (grandes e pequenas). (Foto: Reprodução)

A empresa Centrais Elétricas Mato-grossenses (Cemat) apareceu na 29ª posição de um ranking desenvolvido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em relação à qualidade do serviço prestado durante o ano passado. O referido ranking avaliou todas as distribuidoras do país, que foram divididas em dois grupos (grandes e pequenas).

A distribuidora mato-grossense foi inserida entre as 35 consideradas de grande porte, com o mercado faturado anual de energia maior que 1 TWh (Terawatt hora). Neste grupo, as mais bem colocadas foram Companhia Luz e Força Santa Cruz (CPFL Santa Cruz), que presta o serviço em municípios do estado de São Paulo, seguida da Companhia Energética do Ceará (Coelce) e, em 3º lugar, a Companhia Energética do Maranhão (Cemar).

Já as três piores colocadas funcionam nas regiões Norte e Centro-Oeste: a Companhia Energética de Brasília - CEB, que presta o serviço no Distrito Federal, ficou em 33º, seguida da Companhia Energética de Goiás - Celg, em 34º, e das Centrais Elétricas do Pará (Celpa), em 35º.

No segundo grupo ( mercado menor), as três melhores colocadas foram: Muxfeldt, Marin & Cia. (Mux-Energia), que presta o serviço em municípios do estado do Rio Grande do Sul, Empresa Força e Luz João Cesa (EFLJC), que atende municípios do estado de Santa Catarina e a DME Distribuição (DMED), concessionária que atende cidades de Minas Gerais. As três piores colocadas dentro desse mercado foram as distribuidoras Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) e Iguaçu Distribuidora de Energia Elétrica (IEnergia), de Santa Catarina

O ranking é elaborado com base no indicador de Desempenho Global de Continuidade (DGC), formado a partir da comparação dos valores apurados de DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) e FEC (Frequencia Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) das distribuidoras em relação aos limites estabelecidos pela Aneel.

Com isto, a agência reguladora afirma que "as distribuidoras mais bem colocadas apresentam melhor desempenho em relação ao esperado pela Aneel quando comparadas com as demais".

espalhe!

Veja também

© Copyright 2000-2013 - Rádio Comunitária Eldorado FM 87,9