24/06/2013 10h23

Ação e reação: Neymar é quem mais apanha, mas é o que mais 'bate'

Atacante sofre 18 faltas na primeira fase da Copa das Confederações. Por outro lado, comete 13. Brasil é o time com mais infrações: 67.
Globo Esporte
Atacante sofre 18 faltas na primeira fase da Copa das Confederações. (Foto: Reprodução)

É comum ver comentários sobre as sucessivas faltas que o atacante Neymar sofre nas partidas da seleção brasileira. Na fase inicial da Copa das Confederações, ele foi derrubado 18 vezes, tornando-se o atleta que mais “apanhou”. Por outro lado, o camisa 10 do time canarinho é o atleta que mais infrações cometeu nos primeiros três jogos da competição, com 13 - como no lance no qual Abate se lesionou no duelo de sábado. O meia Oscar é o segundo na estatística, com oito.

- O Neymar tem sofrido muitas faltas, mas não revida. Ele tem cometido uma ou outra porque é franzino e não tem posicionamento para parar o adversário como os do meio e os da zaga. Ele vai na bola descoordenado – disse o técnico Luiz Felipe Scolari.

Dos dez atletas mais faltosos da primeira fase da Copa das Confederações, quatro são brasileiros. Além de Neymar e Oscar, Luiz Gustavo e Daniel Alves também figuram na lista dos dez primeiros, com oito infrações cada um.

Na estatística, outros dois atacantes brasileiros aparecem entre os 20 que mais fazem faltas: Hulk, com seis, e Fred, com cinco. Ambos têm mais até do que os zagueiros David Luiz e Thiago Silva. Os dois defensores titulares cometeram três infrações cada um até agora.

A quantidade de faltas distribuída mais no setor ofensivo é fruto da marcação sob pressão no ataque que a Seleção tem feito nos jogos da Copa das Confederações. Os atacantes têm a clara missão de apertar a saída de bola dos adversários, sobretudo no início das partidas, o que tem rendido lances de perigo e gols para o Brasil. Contra o Japão e México, Neymar abriu o placar com menos de dez minutos.

Diante da Itália, a pressão foi ainda maior. Felipão adiantou as linhas ofensivas e pressionou a saída de bola da Azzurra com sete jogadores. Tanto que a Seleção chegou a ter duas chances de gol com menos de um minuto de partida.

A tática de pressionar mais na marcação tornou o Brasil o time mais faltoso da primeira fase do torneio, com 67 faltas cometidas. O Uruguai aparece em segundo, com 52. O Taiti, que sofreu três goleadas, foi o time que menos infrações cometeu no torneio. Foram apenas 19. A Espanha, atual campeã do mundo e bicampeã da Euro, fez 30.

Na próxima quarta-feira, às 16h (de Brasília), o Brasil vai enfrentar o Uruguai, no Mineirão, em Belo Horizonte. A Espanha terá a Itália pela frente, no Castelão, em Fortaleza. Os dois jogos são válidos pelas semifinais da Copa das Confederações. O duelo da seleção brasileira será transmitido ao vivo pela TV Globo, Sportv e GLOBOESPORTE.COM. O site também acompanha em Tempo Real.

Seleções mais faltosas:

Brasil - 67
Uruguai - 52
Itália - 51
México - 48
Japão – 44
Nigéria – 39
Espanha - 30
Taiti – 19

Faltas cometidas:

Neymar (BRA) – 13
Oscar (BRA) – 9
Lugano (URU) – 8
Torrado (MEX) - 8
Luiz Gustavo (BRA) - 8

Faltas sofridas:

Neymar (BRA) – 18
Balotelli (ITA) – 17
Okazaki (JAP) – 16
Chong Hue (TAI) – 16
Chicharito (MEX) - 11

espalhe!

Veja também

© Copyright 2000-2013 - Rádio Comunitária Eldorado FM 87,9