11/06/2013 00h00 - Atualizado em 11/06/2013 00h01

Ex-vereador é condenado a mais de 12 anos de prisão por estupro em Confresa

Assis ainda tem o direito de recorrer em liberdade, por ser réu primário e ter se apresentado por livre e espontânea vontade.
Olhar21
Junior Ribeiro
Ex-vereador é condenado a mais de 12 anos de prisão por estupro em Confresa. (Foto: Reprodução)

A juíza da comarca de Porto Alegre do Norte condenou o ex-vereador José Francisco de Assis a uma pena de 12 anos, 5 meses e 10 dias em regime fechado, pelo crime de estupro de vulnerável.

Assis como é conhecido na região de Confresa (1.100km da capital) foi condenado por manter relações com uma menina de 12 anos, enquanto se hospedava na casa da família da vítima, na Agrovila Três Flechas. A denuncia foi feita pela mãe após, ouvir barulhos estranhos no quarto em que o ex-parlamentar estava dormindo, ao ser perguntada a jovem confessou que já mantinha relação com ele há cerca de dois anos.

Na época, ainda vereador, Assis chegou a ficar foragido por um tempo,mas logo se apresentou à Polícia. Quando o fato veio à tona, a câmara de vereadores instaurou uma CPI para averiguar a conduta do vereador, que acabou renunciando e desistindo da candidatura para as eleições de 2012.

A Juíza proferiu a sentença do Assis da Saúde, em 12 anos, 10 meses e 5 dias de reclusão em regime fechado. O processo foi relativamente rápido, só não foi mais rápido devido à trâmites de ordem processual, como recursos que foi interposto pelo advogado da parte da defesa, mas apesar disso, foi feito justiça. Comemora o advogado da vítima, Jabis Fonseca

Segundo informações, parentes do acusado ameaçaram via celular, integrantes de uma equipe de TV que fazia a cobertura do fato.

Assis ainda tem o direito de recorrer em liberdade, por ser réu primário e ter se apresentado por livre e espontânea vontade.

espalhe!

Veja também

© Copyright 2000-2013 - Rádio Comunitária Eldorado FM 87,9