07/06/2013 08h49

Dilma sanciona lei que cria universidade federal em Santana do Araguaia

Serão contratados 506 novos professores, 595 técnicos administrativos.

Redação da RBA
Serão contratados 506 novos professores, 595 técnicos administrativos. (Foto: Reprodução)

A presidenta Dilma Rousseff sancionou na quarta-feira (5), às 15h, as leis que criam  quatro universidades federais no Ceará, no Pará e na Bahia: a Universidade Federal do Cariri (UFCA), a Universidade Federal do Sul Sudeste do Pará (Unifesspa), a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob) e a Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba).

Juntas, elas terão 16 campi para atender 38.360 estudantes em 145 cursos de graduação. Serão contratados 1.677 professores e 2.156 técnicos administrativos, que trabalharão em em cinco municípios do Pará, oito da Bahia e três do Ceará. O Brasil tem hoje 63 universidades federais, com 321 campi distribuídos em 272 municípios.

As novas unidades fazem parte do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais Brasileiras (Reuni), que visa ampliar o ensino superior público.

A Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) será sediada em Marabá, em um desdobramento da Universidade Federal do Pará. Serão criados ainda campi nos municípios de Rondon do Pará, Santana do Araguaia, São Félix do Xingu e Xinguara. Serão contratados 506 novos professores, 595 técnicos administrativos.

Também será criada será a Federal do Cariri (UFCA), no sertão do Ceará. Os campi de Barbalha, Crato e Juazeiro do Norte da Universidade Federal do Ceará (UFC) passarão a integrar a nova universidade, sendo que o último será a sede da UFCA. Serão criados ainda os novos campi de Icó e Brejo Santo. A equipe será composta por 197 professores e 530 técnicos administrativos.

A Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), criada por desmembramento da Universidade Federal da Bahia (UFBA), ficará em Barreiras e contará com os campi de Bom Jesus da Lapa, Barra, Luís Eduardo Magalhães e Santa Maria da Vitória. Ao todo, 357 professores e 408 técnicos administrativos serão contratados.

Ainda no estado, a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFESBA) terá sua sede em Itabuna, com mais dois campi nos municípios de Teixeira de Freitas e Porto Seguro.

espalhe!

Veja também

© Copyright 2000-2013 - Rádio Comunitária Eldorado FM 87,9