22/03/2013 00h36 - Atualizado em 22/03/2013 00h56

Tenente Kawahara é operado e permanece em coma induzido

A informação da equipe médica é a de que ele permanece estável, em observação, mas deve ficar em coma induzido por 2 dias.
Welington Sabino
Gazeta Digital
Bruno César Marques Kawahara, 27, que passou por cirurgia na cabeça

Permanecem internados no Hospital Regional de Rondonópolis (212 Km ao sul de Cuiabá) os 2 policiais militares sobreviventes ao acidente com uma viatura da Polícia que culminou na morte do soldado Emerson Araújo Jimenez, 36, nesta quarta-feira (20). O caso mais grave é o do tenente Bruno César Marques Kawahara, 27, que passou por cirurgia na cabeça para retirada de coágulos formados em virtude das pancadas e, por enquanto, permanece internado em coma induzido numa Unidade de Tratamento Intesivo (UTI). A informação da equipe médica é a de que ele permanece estável, em observação, mas deve ficar em coma induzido por 2 dias.

Quanto ao soldado Mikael Marcos de Resende, 28, que teve ferimentos leves, a informação é de que ele permanece em observação no Hospital Regional e seu estado de saúde é considerado bom, uma vez que desde o acidente ele permaneceu lúcido durante todo o tempo. Ele foi submetido a exames de tomografia na cabeça para avaliar a pancada sofrida, mas não foi constatada nenhuma lesão. As informações são do coronel Jonas Duarte Araújo, comandante do 10º Comando Regional, encarregado de acompanhar todos os procedimentos relativos ao atendimento médico aos policiais acidentados.

O capotamento da viatura ocorreu na BR-070, próximo a Campo Verde (131 km ao sul de Cuiabá), por volta das 5h desta quarta-feira. O tenente Kawahara e o soldado Jimenez (que morreu) eram de Vila Rica, enquanto o soldado Mikael Marcos Resende, quem conduzia a caminhonete no momento do acidente, é Cana Brava do Norte (14.215 Km a nordeste de Cuiabá), onde está lotado no núcleo da PM local. Os 3 estavam a serviço e vinham para Cuiabá onde participariam de uma reunião no Comando-Geral da Polícia Militar. Coronel Araújo informa que a instituição determinou que seja prestado todo o auxílio necessário aos policiais e seus familiares. Segundo informações, a viatura, uma caminhonete Mitsubishi L200 de placa OBG 1050 invadiu a pista contrária e acabou descendo um barranco. Em seguida, colidiu com um morro de terra e capotou.

Luto: A prefeitura de Vila Rica e a Polícia Militar não fizeram, até o momento, qualquer pronunciamento oficial sobre o acidente, bem como não divulgaram nota de pesar e nem informaram, se vão ou não, decretar luto pela morte do policial. Por outro lado, o Judiciário se pronunciou por meio do juiz da Comarca de Vila Rica, Ivan Lúcio Amarante, que decretou luto oficial por 3 dias, a partir desta terça-feira (20 de março), pelo falecimento do soldado Emerson Araújo Jimenez, lotado no município. O magistrado ressalta que Emerson era pessoa bem quista e excelente profissional. Consta na portaria que o luto oficial não gera prejuízo às atividades forenses naquela comarca.

Velório: Após a confirmação da morte do soldado Jimenez no Hospital Regional de Rondonópolis na tarde de quarta-feira, o corpo foi trazido para Cuiabá, onde foi velado até às 12h desta quinta-feira. Depois, informa o coronel Jonas Duarte Araújo, foi transladado para a cidade de Corumbá (MS) onde moram os familiares dele, para sepultamento.

>>Leia também:

Juiz de Vila Rica decreta luto de 3 dias por morte de soldado

Policial militar Jimenez de Vila Rica morre em hospital

Grave acidente com viatura da PM de Vila Rica deixa três pessoas feridas

 

 

espalhe!

Veja também

© Copyright 2000-2013 - Rádio Comunitária Eldorado FM 87,9